15/05/2014

Notícias Avaré urgente: Imagem principal

FURTO EM ESCOLA DE AVARÉ GERA GRANDE REPERCUSSÃO EM VÁRIOS ÓRGÃOS DE IMPRENSA

A ação de crianças e adolescentes em Na escola Érucci, em Avaré, chamou a atenção de especialistas em comportamento e também de vários órgãos de imprensa. A Rede Record, SBT e a TV Tem abordaram o assunto. As imagens registradas pelas câmeras de segurança da unidade mostram os menores com idades entre 6 e 14 anos furtando e depredando a unidade escolar.

 

Para o juiz Marcelo Salmaso, que desenvolve um projeto chamado “Justiça Restaurativa” em Tatuí a situação mostra que os jovens querem mostrar poder e reconhecimento social por meio da violência. Já a psicóloga Sueli Esteves chama a atenção para que os pais fiquem atentos aos filhos.

 

A ação na escola Professor Eruce Paulucci, no Bairro Plimec, ocorreu durante o fim de semana prolongado pelo feriado de 1º de maio, quando a escola ficou fechada. O furto e depredação foram descobertos no último dia 5, quando funcionários chegaram para trabalhar.

 

O juiz assistiu as imagens do circuito de monitoramento da escola. Ele diz que a escola e os pais dos alunos precisam fazer um trabalho conjunto para que as crianças sintam-se parte da sociedade. Para ele só a punição não conscientiza nem educa os autores.

 

“Esses adolescentes e crianças, como tantos outros jovens, por uma série de circunstâncias estão encontrando um lugar de poder e de reconhecimento social por meio da violência e da transgressão. A solução de uma situação como essa, como de tantas outras, deve partir de um trabalho restaurativo. É preciso promover a reflexão desses jovens para que eles compreendam o erro que estão cometendo. Isso deve acontecer a partir de um procedimento próprio para isso e, dentro dessa reflexão, nós trazemos a solução para esse problema. E essa solução implica a reparação de todos os danos que eles causaram”, comenta.

 

De acordo com o conselheiro tutelar Luiz dos Santos Netto, de Avaré, a ação das crianças pode até ser uma brincadeira, mas a possibilidade do ato ser algo bem mais grave incentivado pelos dois adolescentes não pode ser descartada. “Se contatada que essas crianças estão em risco social ou vulnerabilidade serão tomadas outras providências. Até mesmo poderá esse procedimento voltar para o juiz da infância para pedir o afastamento dessas crianças do convívio dos responsáveis tendo em vista que eles não estão cumprindo com aquilo que determina o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), que é proteção aos menores”, comenta.

Na escola onde ocorreu o ato infracional a rotina dos alunos já voltou ao normal. Os pais ficaram assustados com a ação e foram chamados para uma reunião geral. A direção vai acompanhar um dos meninos de sete anos que aparece nas imagens da invasão. Ele seria o único do grupo que estuda no local. “Como educadora, isso me preocupa.  Apenas um é daqui da escola, mas a gente já tomou as devidas providências para encaminhar essa criança a um psicólogo”, diz a diretora Zeni da Silva Soares.

 

A psicóloga Sueli Esteves afirma que as crianças os pais e responsáveis devem estar atentos às crianças. Segundo ela, elas dão sinais de alteração de comportamento. Além disso, o ambiente em que vivem, as companhias e até a atitude de pais e irmãos podem influenciar a ação delas.  “Uma criança começa a furtar objetos da escola ou de um amigo sem ele ver. A mãe, às vezes, não tem uma visão de que aquilo pode ser um risco para o futuro. Outro fato para ficar atento é quando se percebe que a criança não ter compaixão. Esses são alguns sinais de que alguma coisa não está muito bem adequada para essa criança”, destaca. (Com informações do G1)

15/05/2014

Notícias Avaré urgente: Imagem principal

PREFEITURA INGRESSA NA JUSTIÇA PARA RETOMAR ÁREAS DE DUAS BANCAS DO CENTRO DA CIDADE

Ações de reintegração de posse movidas pela Prefeitura de Avaré pretendem retomar nos próximos dias as áreas públicas onde hoje estão situadas as bancas do Largo do Mercado e da Praça John Gordon, situada ao lado do terminal de ônibus.

 

De acordo com o Departamento de Fiscalização, uma denúncia do Conselho Municipal de Defesa do Patrimônio Histórico, Artístico e Cultural de Avaré (Condephac) motivou o Departamento Jurídico a entrar com a ação para cancelar a permissão de uso no primeiro caso sob a justificativa de que o local é tombado.

 

O município alega que o tamanho da unidade teria passado de 50,31 metros quadrados para 81,37 metros quadrados, o que estaria irregular, impedindo a visualização do prédio tombado do Mercado. Além disso, o estabelecimento estaria em desvio de função, já que tem permissão apenas para comercializar jornais e revistas, mas estaria comercializando irregularmente acessórios eletrônicos.

 

No caso da banca situada na Praça John Gordon, a justificativa para a remoção é a proximidade com o banheiro construído em 2013 ao lado do terminal. Neste caso, a ação impetrada pelo Departamento Jurídico da Prefeitura pretende extinguir um decreto que garante o funcionamento do empreendimento emitido em 2011 pelo ex-prefeito Rogélio Barcheti, o que abriria caminho para a remoção do estabelecimento.

 

Em sentença proferida em 12 de fevereiro, o juiz Luciano José Forster Junior julgou procedente a ação de reintegração de posse movida pela Prefeitura. De acordo com a sentença, “a permissão de uso de bem público, assim como a autorização para o funcionamento de determinado empreendimento, o que é instrumentalizado pelo alvará, não gera ao particular direito adquirido à exploração do espaço público, nem direitos relativos à posse, que, a bem da verdade, não passa de mera detenção”.       

 

Todavia, por meio de decisão administrativa, o Executivo concedeu prazo de 90 dias para a retirada da banca situada no Largo do Mercado “em face da complexidade para o seu desmonte”. A disposição da municipalidade, datada de 9 de abril, foi comunicada ao juiz da 2ª Vara Cível.    

 

OUTRO LADO – As bancas do Largo do Mercado e da Praça John Gordon pertencem a membros de uma mesma família.  Para Lenon de Freitas Nunes, proprietário da banca situada ao lado do terminal urbano, a municipalidade não tem mais motivo para tirá-lo do local. “Inicialmente disseram que eu deveria sair por causa da construção dos banheiros. Agora que eles já estão prontos e em funcionamento, qual a justificativa para me remover daqui?”, questiona.

 

Segundo ele, o seu alvará está regularizado, embora ele não tenha documentação para vender acessórios, apesar de ter solicitado o documento.  Sua mãe Roselaine Martins de Freitas, proprietária há sete anos da banca localizada no Largo do Mercado, também contesta a posição do município. Ela afirma que a compra da banca foi autorizada pela Prefeitura na época.  “Só a estrutura está avaliada em R$ 100 mil. Além disso, o custo para desmontar a banca gira em torno de R$ 7 mil. Se eu for obrigada a sair, alguém vai me indenizar?”, interroga. 

 

A comerciante afirmou ainda que chegou a solicitar o alvará que permitiria ao estabelecimento comercializar acessórios, o que, segundo ela, lhe foi negado pelo setor responsável, assim como o documento específico para a comercialização de jornais e revistas referente a 2014.

 

De acordo com o advogado das partes, João Silvestre Sobrinho, o Ministério Público arquivou o inquérito motivado pela denúncia do Condephac. Silvestre diz ainda que a nota fiscal de compra e um levantamento planimétrico atestariam a medida de 37,50 metros quadrados do estabelecimento localizado no Largo do Mercado, ao contrário da alegação da municipalidade.

 

Embora considere improvável reverter a decisão por se tratar de um ato discricionário do prefeito, a defesa pretende impetrar uma ação indenizatória de danos matérias, lucros cessantes e dano moral, uma vez que o Tribunal de Justiça já teria atribuído este direito aos requeridos. (Fonte A Comarca)

15/05/2014

Notícias Avaré urgente: Imagem principal

PREFEITO CONFERE AS INSTALAÇÕES DE NOVO POSTO DE SAÚDE NO VERA CRUZ

Para verificar as novas instalações da Unidade Básica de Saúde (UBS) Dra. Maria da Glória Ramires Ferreira, localizada no Jardim Vera Cruz, o prefeito Poio Novaes conferiu os últimos ajustes estruturais no posto que será inaugurado em breve pela Prefeitura.

 

Segundo o prefeito, além dos serviços já prestados pela UBS que até então funcionava em imóvel alugado (com atendimento de dentistas, pediatra, clínico geral e ginecologista), o novo prédio oferecerá um centro gástrico para exames de endoscopia à população dos bairros Avaré 1, Camargo, Vera Cruz e adjacências.

 

No local, também será implantada uma equipe completa do Programa Saúde da Família, com agentes comunitários de saúde que fazem um trabalho de mapeamento das famílias moradoras do entorno do posto. “O prédio é bastante amplo e podemos ampliar a oferta de especialidades na assistência médica. Será um avanço no atendimento a essa comunidade”, frisou.

 

EDUCAÇÃO - Poio visitou também a Escola Municipal de Ensino Básico Professor Ulisses Silvestre, onde será realizada no próximo sábado, 17, mais uma edição do programa Avaré Viva!. Descontraído com as funcionárias, o prefeito almoçou junto com as crianças e acompanhou uma aula especial ministrada pelo professor Camilo Correa na sala multifuncional da unidade escolar.

 

Acompanhado do vereador David Cortez, ele inspecionou ainda os serviços da Operação Tapa Buracos executada nas ruas da região, onde conversou e ouviu reivindicações de moradores.

15/05/2014

Notícias Avaré urgente: Imagem principal

INFORMATIZAÇÃO É UM DOS DESAFIOS DA SAÚDE, DIZ MIGUEL CHIBANI

À frente da Secretaria Municipal de Saúde há pouco mais de 16 meses, Miguel Chibani disse nesta semana que um dos principais desafios da pasta é a informatização do estoque e fluxo de medicamentos oferecidos na rede de atendimento da cidade.

 

Para ele, um sistema informatizado pode agilizar a distribuição de medicamentos necessários nas mais de 20 unidades de saúde de Avaré. Em entrevista às rádios Avaré e Interativa, Chibani afirmou que a saúde avançou desde o início da gestão do prefeito Poio Novaes. Entre as conquistas: a formulação da Remume (Relação Municipal de Medicamentos) com mais de 300 remédios obrigatórios para fornecimento à população, novas ambulâncias e suprimentos, a construção da UPA (Unidade de Pronto Atendimento), ampliações nos postos do Jardim Brasil Novo, Vila Jardim e a retomada de obras nos postos Vera Cruz e futura intervenção na unidade do Ipiranga.

 

Na visão do gestor da saúde do município, o planejamento da Saúde, além de aplicação de verbas, deve ter enfoque na humanização do atendimento ao paciente. “Em janeiro de 2013, pegamos uma saúde que realizava o básico com muitas dificuldades. Inicialmente, investimos em infraestrutura com a compra de equipamentos essenciais que não existiam nos postos. Este ano, estamos trabalhando para estruturar o atendimento com pessoal: enfermeiros, atendimento ao público, farmacêuticos, dentistas e médicos. E lutamos para conscientizá-los da importância da atenção ao paciente. Lidamos com vidas”, explicou.

 

“Quando o Poio assumiu, o projeto da UPA estava encaixotado. Começamos o trabalho da estaca zero”, frisou ao falar sobre as próximas etapas que pretende cumprir no plano de investimentos na saúde em Avaré, que recebe cerca de 16 milhões por ano em repasses do Governo Federal.   

 

AGULHAS DE INSULINA  - “Fizemos o pedido de compra das agulhas em 7 de fevereiro deste ano. Falar em falta de planejamento é oportunismo”. Segundo ele, uma briga judicial entre empresas do segmento farmacêutico (das quais, uma delas é fornecedora da prefeitura) interrompeu a importação de agulhas de aplicação de insulina ao Brasil o que acarretou no atraso da entrega da compra realizada pela Prefeitura. Uma compra emergencial foi efetuada para solucionar o problema.

 

Miguel abordou ainda a recente morte de um recém nascido cuja mãe solicitou atendimento emergencial do Samu. “Nada vai reparar este erro. Toda ligação no Samu é gravada e é nossa obrigação averiguar o que de fato ocorreu”.  Segundo ele, houveram erros na identificação do endereço da chamada.

 

A vinda de seis médicos cubanos deve gerar reflexos positivos na assistência de saúde dos bairros. Chibani lembrou a experiência dos médicos em programas semelhantes em outros países. “São profissionais que ficarão à disposição da população nos bairros e esperamos que vá atingir a expectativa no fluxo de atendimento”, finalizou. O médicos deverão iniciar os trabalhos em cerca de 10 dias.

15/05/2014

Notícias Avaré urgente: Imagem principal

HOMEM PROCURADO PELA JUSTIÇA É RECAPTURADO EM AVARÉ

A Polícia Militar de Avaré recapturou, na última terça-feira, dia 13, um homem que estava sendo procurado pela Justiça.

 

Segundo informações dos policiais militares, durante patrulhamento pelo bairro Jardim São Paulo, em Avaré, notaram que um homem, ao perceber a presença da viatura, se portou de maneira estranha, o que levou os PMs a fazerem a abordagem.

 

Durante as averiguações foi realizada uma pesquisa criminal junto ao Centro de Operações da Polícia Militar onde ficou constatado que o averiguado era procurado pela justiça.

 

Diante dos fatos o indivíduo foi encaminhado para a Central de Flagrantes para as medidas cartorárias.

Primeira Página   315   316   317   318   319   320   321   322   323   324   
325
   326   327   328   329   330   331   332   333   334   335   Última página   
 Anúncios Avaré urgente: Logomarca

  • Parceiros Avaré urgente: Logomarcas
  • Parceiros Avaré urgente: Logomarcas
  • Parceiros Avaré urgente: Logomarcas
  • Parceiros Avaré urgente: Logomarcas
  • Parceiros Avaré urgente: Logomarcas
  • Parceiros Avaré urgente: Logomarcas
  • Parceiros Avaré urgente: Logomarcas
  • Parceiros Avaré urgente: Logomarcas
  • Parceiros Avaré urgente: Logomarcas
  • Parceiros Avaré urgente: Logomarcas
  • Parceiros Avaré urgente: Logomarcas
  • Parceiros Avaré urgente: Logomarcas
  • Parceiros Avaré urgente: Logomarcas
  • Parceiros Avaré urgente: Logomarcas
  • Parceiros Avaré urgente: Logomarcas
  • Parceiros Avaré urgente: Logomarcas
  • Parceiros Avaré urgente: Logomarcas
  • Parceiros Avaré urgente: Logomarcas
  • Parceiros Avaré urgente: Logomarcas
  • Parceiros Avaré urgente: Logomarcas
  • Parceiros Avaré urgente: Logomarcas
  • Parceiros Avaré urgente: Logomarcas